Sempre Haverá Você, de Heather Butler


A perspectiva de realidade sob a consciência de uma criança, embora seja simples, supera toda a complexidade que há no interior de um adulto quando o tema é sentimento. O fato de transformar cada ação corriqueira, que muitas vezes passa despercebida por nós, em sinônimo de aventura e diversão é a chave do imaginário infantil que oscila entre a razão e a fantasia.


Sempre Haverá Você gerou em mim um teor de nostalgia, fazendo-me recordar dos meus tempos de menino e reconhecer nas falas a inocência daqueles que levam a vida no gracejo, sendo capazes de sorrir mesmo em meio às tormentas. De certo modo, o exemplar mescla diferentes emoções àqueles que se aventuram por suas páginas, variando do humor à tristeza e tornando-se uma fonte de reflexão sobre os percalços da vida.


George é o protagonista e narrador da obra. Trata-se de um menino de 10 anos extremamente normal que vive com seu irmão, Theo, de 8 anos, seu pai e sua mãe. Também não posso me esquecer de Goffo, personagem importante da narrativa, que é o cachorro. No decorrer da leitura vamos experienciando situações engraçadas e embaraçosas que acontecem em nosso próprio lar, e isso nos permite gerar certa empatia com os personagens. O que contribui para este processo, também, é a escrita genial da autora que mesmo no imaginário de uma criança, conseguiu transmitir as emoções necessárias para enriquecer o enredo — já que todo o livro aparenta ser escrito por George.
A felicidade reinava entre os irmãos até que ambos descobrem a doença da mãe. Sendo assim, são obrigados a criar uma maturidade, que era inexistente até dado momento, para lidar com esse problema. Todo cuidado foi tomado para que este assunto delicado não saísse da perspectiva das crianças que davam seu jeito de cultivar as esperanças, mesmo estando na pior circunstância possível. Por isso, é sensato afirmar que a palavra que resume toda a riqueza da obra é simplicidade, cujo cultivo se dá pela inocência. 


Há, também, um dinamismo presente na escrita que funciona da seguinte forma: as palavras que George gosta estão em negrito, enquanto as que ele não gosta estão reduzidas. E os capítulos são divididos em fatos, descobertos pelo próprio protagonista, servindo de base para o conteúdo sucessivo. Esta forma é instigante pois ilustra o universo infantil e nos dá a oportunidade de conhecer mais a personalidade dos personagens. 


Em síntese, posso dizer que foi um exemplar marcante recomendado para todas as idades. Para os adultos, uma emocionante viagem no tempo; para as crianças, uma fonte de aprendizado. Uma edição primorosa da Novo Conceito que chama os olhares nas prateleiras das livrarias para fazê-los marejar em lagrimas nas poltronas de casa. Muitos são seus ensinamentos, mas creio que o melhor de todos é perceber o quão importante é a união de uma família nos momentos difíceis; acolhida num coração cheio de amor e contemplada pelo olhar de uma criança.

Clique aqui para adquirir o exemplar!
Nome: Sempre Haverá Você
Editora: Novo Conceito
Autor: Heather Butler
Páginas: 256
Publicação: 2017
Sobre: Sempre Haverá Você conta sobre uma família diferente da sua, mas um pouquinho parecida. E de um menino que está aprendendo algumas coisas. Você quer ser amigo dele?
Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

2 comentários:

  1. Fiquei bastante curiosa com o livro. De facto a perspectiva das crianças é sempre interessante :D

    www.ayellowrain.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Catarina! Grande abraço. :)

      Excluir