Se Eu Soubesse Disso Antes, de Rodrigo Becher


Sempre quando possuímos um projeto em mente, temos que nos aprofundar no assunto a fim de atingirmos o resultado almejado. Seja uma empresa, um comércio ou, até mesmo, um blog literário. O conhecimento, a inspiração e a força de vontade são os primeiros passos para o caminho do sucesso. O exemplar de Rodrigo Becher nos dá uma visão ampla sobre os processos iniciais que todas as mentes empreendedoras enfrentam quando colocam suas ideias em prática. Desse modo, é possível perceber a brilhante relação do título Se eu soubesse disso antes! com o conteúdo do exemplar.
"Sucesso é consequência daquilo que fazemos, ou seja, não podemos acreditar somente em um item de uma extensa lista, seja o mais importante em relação aos demais, tem-se sempre que estar aprendendo e buscando novos meios, com motivação para melhorar o que já foi feito."
Dividido em partes importantes, o livro compara o mundo empresarial com um oceano, onde sua ideia — seja ela uma empresa ou não — é apenas um barco na imensidão. Há momentos de calmaria, outros de tormenta, basta sabermos lidar com cada um, pois,  segundo palavras de John Augustus, os barcos ficam seguros quando estão nos portos, entretanto não foram feitos para estarem lá, mas sim para enfrentarem os desafios da navegação.


O esclarecimento de dúvidas e manias frequentes que levam a resultados não desejados é a primazia da obra. Vejamos que muitos idealizam seus projetos como forma de enriquecimento material, mas, poucos veem o fato de ficar rico como consequência da maneira que o idealizador cuida do projeto. Da mesma forma que tira a culpa das costas para aliviar o ego, sem sequer saber que isso jamais resolverá algum problema. Mas, esses aspectos citados acima não são mais importantes do que a compreensão da diferença entre um líder e um chefe, responsáveis pelo espelho da empresa, ou seja, os funcionários.
"Diante das intempéries que ocorreram desde a construção da embarcação até o mar aberto, o empresário se vê cansado e sem forças para continuar a remar, o vento já não ajuda mais a levar a embarcação, e, diante da resistência de buscar ajuda especializada, e pela própria negligência, observa que deixou várias brechas por onde muita água entrou na embarcação."
É válido ressaltar que o livro é direcionado para aqueles que desejam iniciar um novo empreendimento, todavia, conforme disse no primeiro parágrafo, o conhecimento é a chave que dá acesso ao sucesso, então, mesmo aqueles que não têm intenção de abrir uma empresa, mas que possuem um projeto inovador em mente, eu recomendo o exemplar.


Simples e diretas, as dicas de Rodrigo Becher são valiosas pois nos mostra que devemos ter os pés no chão ao navegar pelos mares do empreendedorismo empresarial. O sucesso será fruto dos atos bem planejados e o regresso é parte inevitável do recomeço. Tais aspectos devem servir de estimulo para que coloquemos em prática nossas ideias com mais humildade, amor e dedicação. Conforme nos é ensinado no exemplar: não existe mágica, tampouco atalhos.
"Depois de fazer o desembarque, retirar o que sobrou de seus pertences está na hora de fazer um regresso, tanto emocional, quanto de luta do dia a dia."
Por fim, basta ressaltar que pude aprender muito com a leitura e entender que problemas vão existir em todos os campos, mas que conseguimos sempre tirar uma lição importante. Mesmo sendo um livro extremamente curto, podendo ser lido em menos de uma hora, a mensagem é passada por completo. O sucesso é dado àqueles que respeitam os valores e que têm compromisso de assumir as responsabilidades; informação valiosa para os idealizadores, que poupariam tempo e dinheiro, se soubessem disso antes!

Título: Se eu soubesse disso antes!
Autor: Rodrigo Becher
Editora: All Print
Páginas: 34
Data: 2016
Sobre: Se eu soubesse disso antes! é o resultado da vivência de anos na área de instrutoria para pequenas e médias empresas, sendo que a capacitação é a melhor e mais acertada estratégia para enfrentar as dificuldades na jornada de navegar em mares empresariais. Colaborando assim para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de empresários, gestores, colaboradores e empreendedores.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

2 comentários:

  1. Adorei o exemplar! Com certeza pesquisarei um pouco mais a fim de ter certeza se irei adquiri-lo. Sua resenha está extremamente bem redigida, parabéns! Estou compartilhando este link.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ernesto, por estar sempre no blog comentando as postagens! Fico feliz que tenha gostado.

      Excluir