O Lago dos Espíritos e o Murmúrio dos Álamos


Os índios contribuíram muito para a formação cultural e histórica de vários países do mundo, afinal, eram eles que estavam presentes antes dos colonizadores. A forma de se comunicar que utilizavam, de preparar o alimento e de aprender as lições com a natureza, muito se perdeu. Todavia,  o trabalho de alguns escritores, historiadores e antropólogos é, de fato, preservar essa cultura que está prestes a ser extinta.
Um dos aspectos mais interessantes, ao meu ver, são as lendas e mitos, pois, praticamente todas, passam uma mensagem especial, fazendo com que o leitor tenha um momento de reflexão sobre o que aconteceu. Existe uma publicação chamada O Segredo de Cura dos Índios que nos mostra como a tribo de determinada aldeia aprendeu a arte da cura, apenas com recursos naturais extraídos da mata. Obviamente, trata-se e uma lenda que vale muito a pena ler pois transmite ensinamentos possíveis de se usar no dia a dia.
Com a história de O Lago dos Espíritos e o Murmúrio dos Álamos não é diferente. Trata-se, também, de uma lenda indígena norte-americana, adaptada da versão de Mary Stwart, que nos mostra que a beleza interior, a bondade e a compaixão são mais importantes que a vaidade e a soberba. 


Mesmo não sendo humano, o espírito de Wahontas quis ir à terra testar o coração daqueles que diziam ser portadores de inúmeras virtudes. Oferecendo-se em casamento, instalou-se numa aldeia onde duas jovens irmãs prontificaram-se a tarefa de esposa, desejando casar-se com o bem-aventurado espírito. 
Só aquela de bom coração habitou o Lago dos Espíritos e viveu em perfeita paz por toda a eternidade, a outra cujo coração era tomado pelo ódio e inveja teve seu castigo e aprendeu da pior forma que, no fim de tudo, o bem sempre vence o mal.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

2 comentários:

  1. Nossa, achei muito bacana essa lenda! E esse vídeo está muito bem feito, parabéns pela publicação, eu simplesmente adorei! Bjs! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sophia. Que bom que gostou, muito obrigado pelo seu comentário! =)

      Excluir