As Plantas Mágicas: Botânica Oculta, de Paracelso


Tachado como alquimista, bruxo e mago, Paracelso foi, na verdade, um filósofo, médico e místico da antiguidade, digno dos maiores prestígios. Nascido em 1493, firmava que o ser humano, ápice da crianção, unia todos os outros elementos, tais como plantas, minerais e corpos celestes, possuindo a habilidade de adquirir conhecimento oriundo da natureza de forma muito mais direta do que qualquer outro ser vivo. Mas, para o alquimista, tal união não era feita de forma racional e sim em um nível muito mais profundo que engloba o ser humano como um todo, ou seja, o corpo astral. 
Nesse contexto, temo o conceito astrum, que nada mais é do que a virtude e a atividade essencial de cada objeto, que não pode ser atingida pelo estado racional do pensamento, mas por sonhos e transes fortificados por força de vontade e imaginação.
"A chave , contudo, dessa linguagem misteriosa não se perdeu. Foi guardada zelosamente pelos cabalistas e transmitida oralmente entre os iniciados. Atualmente, os possuidores de dita chave são os chamados martinistas e os rosa-cruzenses."
Essa explicação prévia é necessária para a compreensão do exemplar, aqui resenhado, cujo nome foi dado de As Plantas Mágicas. Um estudo aprofundado no astrum da botânica que mesmo fora do conhecimento racional, tem suas semelhanças com o meio científico, mas que, por sua vez, foi intitulado como "oculto". Ao contrário do que se pode imaginar, a clareza da obra é inegável; extremamente arejada e objetiva. Mesmo sendo escrita há mais de quinhentos anos, em nenhum instante perde de vista a correspondência universal das forças em constante evolução e secreta dinâmica da botânica oculta. 


Há uma breve história logo no início do exemplar relatando o processo de inicialização que Paracelso teve nesse meio do misticismo e das ciências ocultas. É indiscutível o espirito renascentista do autor mesclado com correntes espirituais, pois fica claro que o mesmo se esforçou para unir sua alma com a força criadora, o espirito divino, Deus, a fim de portar o conhecimento necessário para entender as forças naturais presentes no universo.
"O verdadeiro misticismo consiste na relação direta entre a inteligência humana e a de Deus. O falso misticismo não procura a verdadeira comunhão entre Deus e o homem. O espírito absorto em Deus está protegido contra todo ataque. A mente que repousa em Deus aclara a inteligência." 
Falando do tema principal do livro, botânica oculta, é necessário que haja o entendimento de dois conceitos: Macrocosmo —  que diz respeito ao universo — e Microcosmo — ao homem. Pois como já foi dito, o autor acreditava que a perfeição era desígnio de Deus e os dois termos separavam o que era, de fato, fruto do homem e fruto da força criadora.


É, sem dúvidas, um exemplar repleto de sabedoria para aqueles que gostam do assunto. Ensina aos leitores conceitos e propriedades especiais das plantas, menciona que até mesmo os vegetais tem uma alma e apresenta aspectos que nos fazem refletir sobre isso, refere as mesmas como estrelas terrestres, com elementos celestes inscritos nas cores das pétalas  indo até o formato das folhas. Toda a magia se finda nelas, já que, de acordo dom Paracelso, as plantas representam as potências dos astros no planeta.
"Paracelso percebeu subitamente que nada sairia ganhando com os ensinamentos estúpidos daqueles doutores. 'O pó e as cinzas respeitados por estes espíritos estéreis' — escreve ele — ' haviam-se preparado e transformado em matéria importante'."
Além disso, afirma que o mundo dos vegetais está sob influência dos planetas, tendo como finalidade alimentar o homem e curar as doenças. Por sua vez, o homem pode fazer três coisas para as plantas: cultivá-las (agricultura mágica); redimi-las (crescimento mágico) e ressuscitá-las (palingenesia). Há explicações detalhadas sobre as técnicas corretas a serem aplicadas, horários e datas mais propícias  e a influência das cores, dos elementos e do clima nesse meio. Na parte final, o livro conta com um dicionário botânico com diversas plantas e suas particularidades: quais doenças elas curam, para que elas servem e como elas podem ser usadas. 


É valido ressaltar que ao longo dos séculos, Paracelso foi perseguido e julgado tanto por religiosos quanto por cientistas. Mesmo nos dias atuais, existem aqueles que tentam derrubar seus estudos. Todavia, não podemos negar que, depois de quinhentos anos, ainda existem pessoas que acreditam nas palavras de seus livros e iniciam seus estudos do ocultismo a partir do ponto em que o filósofo parou. Muitas de suas teorias já foram comprovadas pela ciência, enquanto outras foram classificadas como verdadeiros absurdos.  Não cabe a mim julgar As Plantas Mágicas como algo certo ou errado, apenas apresentar o conteúdo da obra e relatar minha experiência que, resumida em uma palavra, foi extraordinária. 

Clique aqui para comprá-lo!
Título:  As Plantas Mágicas: Botânica Oculta
Autor: Paracelso | Editora: Hemus
Data: Edição de 1976 | Páginas: 173
Esse livro no Skoob
Sobre: Para se conhecer a fundo o mundo das plantas, do ponto de vista do Ocultismo, torna-se absolutamente necessário estudá-las em suas relações com o Universo e com o Homem, de acordo com as teorias de Paracelso. Devido a algumas lacunas, a Botânica Oculta não é muito extensa mas, naturalmente, foram assentadas as bases de uma ciência vacilante em suas origens e estancada durante séculos.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

30 comentários:

  1. Nossa, que livro interessante! Não conhecia e fiquei encantada... Sua resenha está muito bem feita, pois sei que esses temas são difíceis de falar. Continue compartilhando conosco obras como essa! Grande abraço para você e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom, Maria Júlia! Fico extremamente feliz que tenha gostado. Obrigado pelo seu comentário! =)

      Excluir
  2. Olá
    com certeza deve ser uma trama bem interessante, especialmente para quem curte o estilo e deve ser repleto de sabedoria mesmo. Acho difícil encontrar obras assim e fiquei bem intrigada sobre os detalhes que devem ser destacados por aqui. Obrigada pela indicação!
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço pelo seu comentário. Grande abraço!

      Excluir
  3. Que livro lindo! Faço Biblioteconomia e tive aula de História dos livros e das Bibliotecas, e aprendi a importância dessas figuras na construção do livro, na ilustração de atos, espécies e afins.. Nossa! estou simplesmente encantada!
    O conteúdo é fascinante. Nunca li algo do gênero.
    Estou muto feliz de ter vindo no seu blog hoje e poder ter tido a oportunidade de conhecer algo tão único.
    Um livro que é lindo por dentro e por fora!
    Obrigado por nos ter apresentado isso!

    =)

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa vida, estou muito contente com o seu comentário positivo! Muito obrigado, fico extremamente feliz que tenha gostado também. Grande abraço para você e sucesso!

      Excluir
  4. Oi, Filipe.
    Parece ser uma obra muito complexa e com grandes ensinamentos. Os assuntos abordados não me atraem mas não posso negar a qualidade da obra. Certamente é uma excelente leitura e fonte de aprendizado para os que gostam. Achei muito interessante ver a resenha de um livro assim tão diferente dos que estou acostumada a ler.

    ResponderExcluir
  5. Não é um tema que me atrai, nem o mundo das plantas e nem o ocultismo, mas achei interessante o seu interesse pelo conteúdo do livro.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o filosofo, e nem seu estudo, e apesar de não ser um tema do qual eu goste, achei muito interessante o assunto, a sua resenha mostrou bastante do que podemos esperar da obra. Ela parece nos trazer muitos ensinamentos, e pela suas fotos, o livro parece ter uma diagramação muito linda

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Adorei a resenha! Fiquei bastante interessada por se tratar de certa forma da alquimia que futuramente se tornou a ciência e engloba a Química. Sou formada em Química e com certeza irei procurar o livro. Dica anotada.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Apesar de ter gostado bastante da sua resenha que está rica em detalhes, confesso que a trama não me chamou muito atenção.
    O tema não me agradou, além de ser uma história bem diferente do que estou acostumada, acho que nunca li nada de botânica oculta e alquimia.
    Se algum dia eu tiver procurando um livro diferentão pra ler, esse vai ser minha escolha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  9. Olá Filipe,
    Nunca li um livro assim, mas tenho certa fascinação por plantas e suas propriedades - gostaria de ter estudado. Acho que é bastante ruim saber que determinadas pessoas foram perseguidas pelo que pesquisavam, isso me irrita profundamente.
    Gostei bastante do livro e da sua resenha e anotei a dica de leitura, pois acho que não vou me arrepender se ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Retamente não é uma premissa que me atrai..... e achei super complicado pra minha vã filosofia.... desculpe, mas até a resenha achei confusa.... não leria não... mas valeu saber que existe algo do genero

    ResponderExcluir
  11. Olá amoreca...
    Que lindo seu blog... desde o nome, super criativo ^.^.
    A narrativa não curto muito não... parece ser uma literatura muito pensante... não faz meu estilo literário predileto...
    Ah... adorei as fotos que você tirou também... parabéns!
    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  12. Hey!
    Achei super interessante o livro. Nunca tinha ouvido falar dele, e pra falar a verdade, achei que seria uma história de fantasia, mas fui iludida. No entanto, gosto de livros que trazem conhecimento, porém, ultimamente só tenho lido aqueles que tratam de psicologia por causa da faculdade e tudo mais. Espero que um dia eu tenha tempo pra ler esse.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bem? Confesso que eu mesma não vejo um único motivo para eu querer ler um livro desse que parece bem técnico e complexo mesmo com assuntos abordados que não me interessam muito.
    Fica para uma próxima dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Nossa, eu não conhecia esse livro! Eu gosto de conhecer um pouco mais das plantas, principalmente pela criação que tive, onde convivi com pessoas que sempre utilizaram as ervas para algo. Uma leitura bem interessante!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  15. Olá!! :)

    Eu não conhecia o livro e também não me interessei la muito, porque conesso que não faz muito o meu género e eu não aprecio livros assim mais práticos...

    Bem, no fundo, a temática não e ma de todo para mim... QUe bom que foi uma experiencia extraordinária, ainda uqe algumas coisas sejam negadas pela ciência... :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, adorei sua resenha, muito detalhada e explicativa.
    O livro parece ser lindo e muito bem feito, com as imagens e tudo mais, para quem gosta desses assuntos parece ser um paraiso.
    mas não me ligo muito a esses tipo de coisas, já li um pouco sobre alquimia, mas não me interesso tanto assim hoje em dia.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. A escrita apensar de ser informativa e formal, deixa a leitura mais cansativa pelo menos foi o que pude perceber com esse livro apesar de ter sede em conhecimento esse livro me deixou cansativa pelo menos com os quotes

    ResponderExcluir
  18. Oiee ^^
    Ainda não conhecia esse livro. Parece ser muito interessante, é um assunto do qual eu conheço poucas coisas, e, sinceramente, não gosto muito, mas para quem curte parece ser um prato cheio.Ler este livro parece ser uma experiência extraordinária.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Eu sou super fã do uso de plantas com fins medicinais, mas nunca tive a oportunidade de ler essa obra, embora já tenha ouvido muito falar sobre Paracelso. Fiquei quedada a dar uma conferida na obra, pois me pareceu excelente, pelo que pude observar em sua resenha. Dica anotada!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  20. Oie!
    Eu acho que esse livro é totalmente diferente do que já li minha vida toda hahaha.
    Eu que não me interesso tanto assim sobre o assunto, fiquei curiosa, imagino quem seja de uma área afim.
    Beijo

    ResponderExcluir
  21. Infelizmente não é um livro que costumo ler, por ser uma história que podemos perceber sua complexidade ao ler a resenha. Achei interessante os termos que foram explicados e o autor aparenta ter narrado tudo na medida certa, não deixando o leitor confuso. Talvez em breve esteja lendo para aproveitar os ensinamentos

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Nunca tinha visto esse livro por aí, mas já achei super interessante, pois na minha família somos ensinados desde crianças as propriedades curativas de algumas plantas (minha vó fala que seu avô que veio da itália era mestre nisso de curar as pessoas com plantas) e achei bem interessante a abordagem desse tema no livro.

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda, e para ser sincera eu não me agradei muito com ele, então acredito que eu não leria no momento. Talvez pelo gênero que não estou muito acostumada, mas gostei muito da sua resenha e de ver a sua opinião. Talvez um dia dou uma chance a ele e quem sabe mudo de ideia né?

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  24. Você faz resenhas muito bem, parabéns. Nunca tinha visto esse livro más parece ser bem interessante!
    www.francianidantas.com

    ResponderExcluir
  25. Oiii tudo bom??
    A diagramação do livro parece ser bem interessante, apesar de que eu não me interessei muito pelo livro, minha lista de desejados já é bem grande. Não preciso de mais um kkkk
    Não conhecia o autor e nem o livro, mas achei sua resenha bem estruturada.
    Talvez um dia eu olhe com mais carinho para ele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Oiie, tudo bom?? Pra ser sincera o livro em nada me chamou a atenção, talvez seja só preconceito com o gênero que eu não conheço muito, mas a capa, o conjunto do livro parece ser o tipo que eu não leria com facilidade. Quem sabe um dia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  27. Eu não conhecia o livro e nem o autor, também não me agradou em nada e não vou mentir que talvez eu leia, mas apesar disso eu amei sua resenha, você foi direta e não ficou enrolando na descrição das coisas, eu realmente gostei do modo como você colocou. Abraços.

    ResponderExcluir