Parceria com a BookStart, Financiamento Coletivo Literário


É com muita alegria que anuncio minha mais nova parceria com a pioneira em financiamento coletivo literário. Fundada em junho de 2014, a Bookstart também atua como um hub editorial, quando necessário, além de gerir as campanhas de arrecadação de fundos para viabilização dos projetos. Uma equipe especializada cuida de todas as etapas de produção do livro – do coaching literário e aprovação dos originais até a publicação das obras e distribuição das recompensas aos apoiadores. A empresa também produz e distribui livros digitais para alguns dos principais players de e-books do mundo - Amazon, Apple, Google e Kobo, entre outros.
A crise que se abateu sobre diversos setores da economia brasileira nos últimos dois anos parece enfrentar resistência de alguns modelos disruptivos de negócios. E o financiamento coletivo literário (crowdpublishing) sinaliza ser um deles.
"Plataforma pioneira de financiamento coletivo especializada no mercado editorial lançou 30 livros entre novembro de 2015 e maio de 2016; vendas no ano passado chegaram a 12 mil exemplares. Números consolidam modelo de crowdpublishing como alternativa ao mercado tradicional."
Em oposição à redução praticada por algumas empresas do mercado editorial tradicional, a Bookstart, a primeira plataforma de crowdfunding do Brasil criada exclusivamente para a viabilização de projetos editoriais, registrou um crescimento considerável no número de livros publicados.
Entre novembro de 2015 e maio de 2016, a empresa lançou 30 novas obras – volume que a equipara a uma editora de médio porte. O número de lançamentos é 300% - ou quatro vezes – maior que o contabilizado no mesmo período dos anos anteriores.
A Bookstart também obteve um expressivo aumento nas vendas no referido período, ao contrário do observado no setor, cuja alta em 2015 foi de apenas 2,5% em relação a 2014, mas o faturamento real – considerando a inflação – caiu 7%, segundo o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e a consultoria Nielsen. 


De acordo com executivos da plataforma de crowdpublishing, o total de exemplares comercializados pela Bookstart de novembro último a maio de 2016 teve um incremento de 286% em relação ao obtido entre novembro de 2014 e janeiro de 2015. No ano passado, a empresa vendeu 12 mil livros. “Nossos resultados comprovam que o financiamento coletivo literário deixou de ser uma aposta do mercado para se consolidar como uma alternativa altamente eficaz para toda a cadeia produtiva do livro – do autor ao leitor, passando pelas editoras e gráficas”, opina Bernardo Obadia, sócio-fundador da Bookstart.
E você, leitor, que tem o sonho de publicar sua obra de forma fácil e inovadora, pode começar agora mesmo seu projeto literário, para isso, basta clicar aqui.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

4 comentários:

  1. Quanto mais conheço seu blog, mais me enquanto com a qualidade. Parabéns pela parceria e que ela possa trazer bons frutos para ambos. Eu mesma tenho projetos a serem lançados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria Júlia. Que bom que gostou, sucesso para você! :)

      Excluir
  2. Parabéns pela parceria, tenho certeza que será muito vantajoso para vocês. Não conhecia esse método de publicar livros e fiquei bem intrigado, farei minha conta no site!!!

    ResponderExcluir