O Homem de Terno Marrom, de Agatha Christie


O Homem de Terno Marrom, escrito por Agatha Christie, é o tipo de livro que prende a atenção do leitor curioso. Me fez ter vontade de terminá-lo num só dia.
Lançado no ano de 1924, não se assemelha com as outras obras da autora, pois a trama mistura aventura, romance e até mesmo um pouco de humor transmitido por um dos personagens. Posso confessar que a cada capítulo que lia, formava uma opinião diferente sobre a solução do mistério e, no final, fui surpreendido, como em todas as outras obras da Rainha do Crime.
A personagem principal é Anne Beddingfield, uma jovem inteligente e bonita, filha de um famoso antropólogo que, após ficar órfã, se muda para Londres em busca de um estilo de vida que pudesse lhe proporcionar grandes aventuras e liberdade. Logo que testemunha a morte de um homem ao cair nos trilhos do metrô e a notícia de uma assassinato quase no mesmo horário, Anne tenta ligar uma coisa à outra. A partir daí, a história se passa em torno da moça que, com a ajuda de um jornal, tenta explicar um crime dado como encerrado. Chega a fazer uma viagem à Africa seguindo suas pistas para encontrar as respostas do mistério. Grande parte da trama se passa no navio rumo à Cidade do Cabo e na própria Africa, abrangendo várias cidades.
Lá ela descobre que o caso é mais complicado do que imaginava, e o grande vilão é líder de uma quadrilha do crime organizado conhecido como "Coronel".
Entretanto, isso não ajuda Anne em nada, pois o "Coronel" poderia ser qualquer um. Nessa parte peço ao leitor para ter uma atenção redobrada aos nomes dos personagens e não confundir o vilão "Coronel" com o verdadeiro Coronel Race, membro do Serviço Secreto, que também está presente em outros livros de Agatha Christie, como Cartas na Mesa e Morte no Nilo.
O livro todo é narrado na primeira pessoa, e a autora escolheu dois personagens para essa tarefa: Anne Beddingfield e Sir Eustace Padler em trechos de seu diário, dando o ar humorístico que havia comentado.
Todo o livro é recheado de mistérios, reviravoltas e personagens marcantes. Por isso, resolvi resenhá-lo a fim de ajudar na decisão de quem ainda tem alguma dúvida a respeito da obra.


Título: O Homem do Terno Marrom
Autora: Agatha Christie
Data de Lançamento: 22 de agosto de 1924
Editora: Círculo do Livro S.A.
Páginas: 230 
Sinopse: Diamantes roubados, um bela jovem, viagens, arqueólogos, amor e mistério, crime e conspiração. Desta receita fez-se “O Homem do Terno Marrom”, uma das mais empolgantes obras de Agatha Christie, a grande escritora policial.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

4 comentários:

  1. Amo romance policial! Ótima resenha, você sempre escolhe os melhores livros, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado mais uma vez pelo seu comentário, Viajante! Fico feliz por isso!

      Excluir
  2. Ótima resenha. Tenho muita vontade de ler Agatha Christie, e essa sua resenha me deu mais vontade de ainda. Adorei a sua opinião em relação a vontade de termi-lá em um dia, pois adoro livros que nos prendem da melhor forma possível. Livros muito descritivos me cansam e fiquei muito instigada em ler este.

    Mergulhares | Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o tipo de comentário que qualquer pessoa gostaria de ter em seu blog! Muito obrigado por isso. Acabei de ver o seu blog e amei; já estou seguindo. Grande abraço e sucesso para você!

      Excluir