O Recanto dos Oradores


O recanto dos oradores, em Londres, situa-se em uma das esquinas do Hyde Park. Lá existe a teoria de que qualquer pessoa pode expressar sua opinião sem riscos de ser executado. Esse direito foi estabelecido em 1872, quando Hyde Park era um ponto de encontro popular para movimentos políticos radicais na época da Rainha Vitória. Em 1866, a polícia bloqueou a entrada do parque, gerando protesto e manifestação. Assim, a lei de 1872 foi o resultado disso.
A melhor estação de metrô para o Hyde Park é a Marble Arch, que fica no final da Oxford Street, que no passado era conhecida como Tyburn Road, onde ficavam as forcas de execução dos rebeldes. Multidões podiam assistir de perto a morte de vítimas, e ouvir suas últimas palavras. Isso contribuiu, de forma significativa, para o desenvolvimento do que conhecemos hoje como "liberdade de expressão".
Ao longo dos anos, vários nomes passaram pelo recanto dos oradores, dentre eles podemos citar Karl Marx, Lenin, George Orwell e o jamaicano ativista Marcus Garvey. Mas, a medida que o tempo foi passando, as coisas também foram mudando. Há trista anos, era mais comum ver discussões sobre política, hoje, pessoas vão para discutir sobre religião, é possível encontrar muitos muçulmanos, judeus e cristãos. E há outros, que vão para discutir e brigar entre eles mesmos, muitas vezes sem causa. Mas, apesar disso, o recanto dos oradores ainda não perdeu sua diversidade.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário