O Misticismo e Romantismo de Yeats


Alguns lembram dele como um místico e romancista, outros como dramatúrgico e escritor de ficção, mas todos o reconhece como um poeta. Willian Butler Yeats nasceu perto de Dublim, Irlanda, em 13 de junho de 1865. Seu 150º  aniversário tem sido celebrado em toda a Irlanda ao longo do ano com festivais e eventos culturais.
Porém, mesmo tendo nascido em território irlandês, W. B. Yeats passou a maior parte da sua infância em Londres. Aos feriados costumava ir a County Sligo, atravessando o mar que divide a Inglaterra da Irlanda, onde a família de sua mãe morava e onde se tornara a região preferida do poeta, por haver beleza de uma forma antiga e selvagem.
Yeats veio de uma família artística, seu pai, John, desistiu da carreira de advogado para se tornar um artista, seu irmão Jeck se tornara também um pintor de grande sucesso, enquanto suas duas irmãs faziam parte do movimento de arte e artesanato.
W. B. Yeats decidiu se tornar um poeta ainda muito novo e dedicou sua vida a escrever e a estudar. Fortemente influenciado pela mitologia irlandesa e pela poesia lírica de Spenser, Shelley e Blake, seu primeiro poema foi publicado em 1885. Por toda sua vida, Yeats foi interessado pelo espiritualismo, misticismo e ocultismo. Suas poesias refletem esses interesses, mas também interesses políticos, conflitos e tempos passados. Londres proporcionou Yeats os recursos e oportunidades  que ele precisava para desenvolver sua carreira, mas seu espírito sempre estava para o oeste, em sua terra natal.
Além de ter contribuído muito para a política de seu país, será lembrado por seu extraordinário trabalho para a cultura irlandesa e mundial com seu jeito único de escrever. Mesmo 76 anos depois de sua morte, Yeats continua inspirando pessoas de diversas gerações de todas as partes. Como disse a escritora Orna Ross, seu trabalho transcende a Irlanda, conseguindo levá-la ao resto do mundo, e trazendo o resto do mundo para County Sligo.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

1 comentários:

  1. Que texto lindo, adorei, vou pesquisar mais sobre o trabalho dele! <3

    http://blogcarlosabreu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir