Eu escolhi a serenidade.


Cada momento guarda consigo uma energia que nos faz viajar no tempo. Algo tão rico de se imaginar, como o nascer do sol, capaz de nos dar inspiração para seguir em frente, sendo talvez, um dos segredos para conquistar a sabedoria.
E para compreender tal energia é necessário quietude, saber ouvir a natureza e observar seus ciclos. Tirar um tempo para admirá-la e fazer da vida algo além de uma mera existência.
Sendo uma qualidade moral, é também uma escolha objetiva valorizada pelo sentimento e expressão. Estou falando da serenidade! A arte de aceitar e ser aceito,  de semear a paz e de construir um mundo mais bonito.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

6 comentários:

  1. Amei o post gato, e mais ainda estou amando ler seus textos me trasmitem paz.
    bjkas e ótimo fds
    http://garotafucada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Bê, fico feliz em lhe transmitir bons sentimentos! Grande abraço...

      Excluir
  2. Realmente, a serenidade é uma arte!
    Quanto talento! :)
    Parabéns pelo texto e continue escrevendo!
    Já estou seguindo e vou acompanhar! :D

    Abraços e passa lá!
    http://entre-termos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor sensação que tenho ao publicar um texto é momentos depois poder ler um comentário como esse! Obrigado Diego, com certeza visitarei seu blog!

      Excluir
  3. Wow! *o*

    Você é quem escreve tudinho? Porque tá de parabéns.
    Amei essa parte: algo tão rico de se imaginar ... conquistar a sabedoria <3
    Tô aqui boquiaberta, simples e ao mesmo tempo tão rico de uma lição final.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou eu sim, e ao ler seu comentário só tenho a agradecer! Obrigado...

      Excluir