O Poder do Tempo


Como areia, o tempo escorre pelas mãos e deixa ser levado pelo vento, transformando todas as coisas, fluindo e criando. Nem as pedras na totalidade de sua rigidez são estáveis a ele.
Parece não vir quando espero, mas me abraça quando desespero, trazendo sempre o sol para me inspirar de manhã. Talvez nunca tenha percebido sua preciosidade, bastava um instante para mudar a consciência de seus valores.
Instável para nossa compreensão, a qual sempre gera a tendenciosidade da percepção tardia, que nada mais é do que saber tudo o que houve depois de ter havido. Exercício de poder em meio aos sonhos.
Tempo de viver e de crescer, confiou em mim a tarefa de usá-lo como quiser. Oportunidade única de ser ou não ser.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

10 comentários:

  1. Ótima escrita, seu blog é muito bem construído! Parabéns e sucesso ☺

    http://cupcakeleitor.blogspot.com.br/2014/09/hora-da-pipoca-uma-noite-de-crime.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Thawan, também gostei muito do seu blog! Já estou retribuindo...

      Excluir
  2. Oiiiii, ja participando do seu blog, o meu é www.moradadolivro.blogspot.com, se vc puder dar uma passadinha la no meu. Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela, obrigado! Será um prazer seguir o seu blog também...

      Excluir
  3. Só vi verdades.. "Oportunidade única de ser ou não ser"
    http://menteaberttatextos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A verdade é uma dádiva aos olhos de quem interpreta!

      Excluir
  4. Olaa! Recomendei seu blog no "Liebster", Espero que não fique bravo haha!.... Só entrar no meu blog e ver o que terá que fazer e etc... ( http://menteaberttatextos.blogspot.com.br/ )

    ResponderExcluir