Por que sustentar ideias se elas podem voar?


Ainda não sei como construir pilares para sustentar algumas ideias, tampouco exerce-las de fato. Pensava que o segredo era organizar palavras numa folha em branco, mas acabei organizando folhas em branco numa única palavra, cujo significado refere-se à força produtiva.
Com o intuito de erguer teorias relacionadas ao otimismo e abrir janelas que dessem acesso à luz do sol, pude criar esperança dentro de mim, acreditando sempre nas ideias. Perturbadoras ideias junto a uma pobre filosofia que acabou gerando uma certa pena aos olhos dos intelectuais. Tal pena que pude usar como fonte de criatividade, e exercer o papel criacionista do ser pensante. Depois pude descansar sobre a grama verde e observas as aves voando. 
Hoje acredito que assim como as aves sendo auxiliadas por suas asas ao voo, também posso fazer minhas ideias voarem, não precisando mais de pilares para sustentar suas funções.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário