A Importância do Contato com a Natureza


Vivi seis meses em uma grande cidade estudando, e nesse curto período pude perceber como a maior parte das pessoas são estressadas com seus olhares fatigados de impaciência. Sempre me perguntava o motivo dessa carga de desesperança. O problema era que eles haviam criado uma rotina de vida totalmente diferente da imposta pela natureza.
Observando isso, me sentia privilegiado por um dia ter andado descalço no chão de terra, por colher uma fruta da árvore, por correr atrás dos animais e brincar entre as plantas. Essas experiências me ensinaram a ser mais observador, paciente e feliz.
Prestando atenção no fluxo do rio, no movimento perfeito das folhas e nos passos dos animais, vemos que não existem problemas nesse meio. Tudo que nos preocupa é fruto dos nossos atos. 
O segredo dos bons fluidos é entender que fazemos parte desse meio natural e se compararmos a ele. A paciência nasce quando você entende que uma árvore não dá frutos o ano todo ou que a chuva não cai todos os dias. Esses são princípios básicos.
Nossa vida tem seu ciclo padrão e de nada adiantará querer avançar antes do tempo. Seguindo a corrente natural, chegaremos sem problemas ou grandes esforços no oceano de paz.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Filipe Penasso

Autor e resenhista do Pena Pensante, 22 anos, acadêmico de Relações Internacionais e Comissário de Voo por formação.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário